Curso de Tornearia - Gratuito - Cap. 2 aula 2

Aulas ministradas por HORAMOLLO e CLAU_FRA, traduzidas por ADENILSON
Avatar do usuário
Adenilson
Mensagens: 1594
Registrado em: 27 Mai 2012 17:26
Localização: Tanabi - SP
Contato:

Curso de Tornearia - Gratuito - Cap. 2 aula 2

Mensagempor Adenilson » 08 Ago 2012 08:16

QUARTO PASSO: FINALIZAÇÃO DA OBRA.

São ao todo 7 anéis que compõem a obra, que numeramos de baixo para cima para identifica-los.

Terceiro anel: Não muda nada em relação ao primeiro, salvo pelo diâmetro. Só é necessário esclarecer que todas as incrustações de cedro, sejam horizontais (anéis) ou as verticais (pequenos filetes de madeira intercalados nos segmentos do quarto anel) terá a espessura de 0,4 cm

Quarto anel: As imagens nº 51 a 54, ainda que não correspondam a esta obra, mostram o quão simples é a sua construção. Este anel tem as incrustações verticais de cedro de 0,4 cm de espessura, ao calcular os segmentos temos que subtrair estes 0,4 cm de sua base maior, ou dizendo em outras palavras, o topo deve ser colocado 0,4 cm menos que a medida real que obtemos com a multiplicação da medida do anel que necessitamos pelo coeficiente para 8 segmentos (ver a tabela na figura nº 37).
Preparamos as tabuinhas de cedro retangulares, na medida lateral do trapézio, mas sobressaindo 2 mm da altura do segmento, estas incrustações devem ser um pouco maior que 0,4 cm e com a condição indispensável que uma das faces seja plana. Depois disto tudo é muito fácil, numeramos os segmentos e escolhemos um lado para colar a incrustação (tabuinha), por exemplo, o lado direito, é necessário lembrar que aonde for colada deve ser retificada a face do segmento, prendendo para que fique sob pressão, podemos fazer isso, usando tiras de câmara de ar. Deixando sempre passar 0,1 cm para cima e 0,1 cm para baixo do mesmo. Uma vez seca a cola retificamos a face boa do segmento (que será sempre colocada para baixo) e aplainamos a incrustação vertical até chegar aos 0,4 cm, e finalmente seguimos confeccionando o anel como já foi explicado.

Quinto e Sexto Anéis não muda nada do que já foi explicado.

Sétimo Anel segue a mesma orientação dos demais, salvo que este anel terá uma espessura maior.

Adjunto:
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem


FIXAÇÃO DO TOPO NA CAIXA DE ESQUADRIA O UNA SERRA DE MEIA ESQUADRIA
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Terceiro Anel
Na foto podem perceber que já esta com o terceiro anel colado e torneado. Este anel tem as mesmas dimensões que o anterior, somente a espessura é de um pouco mais que 0,5 cm e ficou com 0,4 cm depois de faceado no torno.
Também podem ver o quarto anel pré-armado, feito em pinus com incrustações verticais de cedro, de acordo com as indicações de Horamollo. Já foram coladas os semi-anéis, em um próximo passo serão unidos e colados a peça.
Como sempre para calcularmos o tamanho dos segmentos olhamos o diâmetro da coroa que será montada de acordo com o esboço em tamanho real e multiplicamos pelo coeficiente para 8 segmentos.

Imagem


Quarta Coroa:
Ao secarem os semi-aneis mistos (pinus e cedro) alinhei os extremos retificando-os no disco de lixa e verificando que se apoiem um no outro corretamente, unindo-os formando o que seria o quarto anel.
24 horas depois, coloquei o anel sobre o MDF, com a sua face boa para cima e sobre ela coloquei a peça em construção. Se ampliarem a imagem vão perceber que fiz umas marcas de controle que indicam a centralidade de uma parte sobre a outra, e também o travamento dos segmentos (como se fosse uma parede de tijolos). Passei cola branca de acordo com a necessidade e uni as partes prensando com um grampo (sargento).

Imagem

Estando seco, continua-se com o torneado, preparando para ser agregado o quinto anel, um anel de cedro.

Imagem


Observamos que na medida em que agregamos mais anéis e a obra volta ao torno, vamos nos aproximando mais e mais do que será as medidas proporcionalmente definitivas. Toda a parte inferior mais profunda ya esta terminada, inclusive já foi aplicado o primeiro passo de lixamento, com lixa grão 80.
Esta peça esta sendo torneada a 1300 RPM. Isto somente é possível por que a peça chega ao torno leve e balanceada. Porém, se estivermos falando de diâmetros significativamente maiores é conveniente começar com uam velocidade mais baixa e ir aumentando quando estivermos seguros do que estamos fazendo para evitarmos qualquer risco.
O lixamento esta sendo feito a 750 rpm e também com o torno parado.

Quinto Anel
Será um anel de cedro com o mesmo diâmetro do anterior, mas com a espessura de 0,5 cm para chegar a 0,4 cm quando for faceado no torno.

Imagem

Sigo aparelhando com lixa gão 80 qualquer marca deixada pela ferramenta.

Imagem

Estamos nas últimas etapas, nos resta agregar e tornear os dois últimos aneis, os quais já tenho preparado.
Viver! E não ter a vergonha De ser feliz
Cantar e cantar e cantar A beleza de ser Um eterno aprendiz...
---------------------------------------------------

http://www.discipulodocarpinteiro.blogspot.com.br
Avatar do usuário
Lauro
Mensagens: 3410
Registrado em: 22 Jun 2011 19:19
Localização: São Paulo-SP

Re: Curso de Tornearia - Gratuito - Cap. 2 aula 2

Mensagempor Lauro » 08 Ago 2012 12:33

Muito legal ir acompanhando o desenvolvimento da peça passo a passo. Obrigado e abraços!
Lauro.
Avatar do usuário
Adenilson
Mensagens: 1594
Registrado em: 27 Mai 2012 17:26
Localização: Tanabi - SP
Contato:

Re: Curso de Tornearia - Gratuito - Cap. 2 aula 2

Mensagempor Adenilson » 10 Ago 2012 14:37

Sexto Anel
O sexto anel, de pinus Paraná já colada na obra, prensada e torneada. Trabalhei as curvas internas e externas da beirada, com finíssimos passes da goiva que usei desde o começo. No processo de torneamento do interior tive que parar muitas vezes para tirar os cavacos que vão acumulando e que atrapalham bastante. No exterior, com suaves toques do formão, bem afiado, tirei os sulcos que foram deixados pela goiva.
Ficou assim:
Imagem

Sétimo e último anel.
Colei o último anel, de cedro, que constitui a beirada da tigela. Todo o processo de armação dos anéis já está terminado e não resta mais nada que detalhes do torneado. No total a tigela esta composta de 57 segmentos (56 agrupados em anéis mais o ultimo que é a base).
Imagem

Pode-se ver no primeiro plano a goiva utilizada par ao interior. Notem que as abas laterais foram eliminadas do extremo, que ficou bem arredondado. Isto é necessário para evitar os perigosos “tropeções” ou “solavancos” na madeira. De acordo com o uso empregado, corta tanto com a ponta como com qualquer das extremidades, sendo possível emprega-la também como raspador, por isso ela se torna uma ferramenta muito eficaz para esta tarefa.
O apoio da ferramenta que esta sendo usado é curvo, ele é um pouco mais cômodo de trabalhar do que o reto, por dentro ou por fora, seguindo as curvas deste tipo de peça
Imagem

Marquei aonde será feito o corte da base com um sulco de 1 cm de profundidade.
Lixei com grão 80 em alguns setores (como o segmento inteiro que forma a base) e o lixamento geral progressivo com grãos 100, 150, 240, 320 e 400, com uma velocidade baixa e também com o torno parado. Depois limpei toda a superfície com um pano limpo
Imagem

Neste ponto ficará em evidencia qualquer detalhe que necessite ser concertado, e que tenha passado no processo de formação da peça, um risco, um desnível, uma greta etc. É o momento de revisar detidamente e fazer todas as correções necessárias antes de começar a aplicar o acabamento. Neste trabalho com desenhos de linhas simples, o que primeiro salta aos olhos é justamente o acabamento, por isso tome um bom tempo para revisar e arrumar tudo o que for necessário.
O acabamento que apliquei é o mais simples, mas também o que eu mais gosto. Seladora e cera. O lado positivo deste acabamento é que é rápido e a madeira fica com um brilho acetinado muito elegante e delicado. O Negativo é que a proteção que dá contra arranhões e manchas é muito baixa, por isso a peça deve ser usada com muito cuidado.
Com o torno parado passei com um pano duas demãos bem esticadas de seladora, diluído em 80%. Ao secar fica algo áspero ao toque, isto é normal. Lixado com grão 600 para matar o brilho e suavizar o toque damos uma terceira demão de seladora.
Uma vez seco apliquei cera para madeiras, com a peça girando em baixa velocidade. Retirei o excedente com um pano limpo e lustrei com lã de carneiro e uma flanela ou camurça. Esta forma de lustrar no torno é muito boa e desaparece qualquer grão ou partícula que tenha ficado aderida ou qualquer irregularidade da seladora. Não fica película e nem cheiro da cera.
Imagem
Imagem

A separação da peça eu fiz com serrote, com o torno parado e com muita atenção para não estragar os detalhes. Previamente cobri a bancada do torno com um pano bem acolchoado, prevendo qualquer possível batida. Vai serrando todo o contorno, seguindo a marca e sujeitando a peça com a outra mão, até que ela se solte do torno.
Aplainei a base com lixa 40, depois fiz o lixamento progressivo da mesma.
Se estivermos satisfeito com o resultado final, escrevemos o nome na base, caso contrário deixaremos em branco, ou colocamos o nome de qualquer outro torneiro do fórum, para dizer que não foi feita por mim, mas que ganhei de presente. KKKKK
Imagem

Final
Seladora e cera da base, lustração e obra concluída.
Imagem
Imagem
Imagem

Esta tigela, considero o meu primeiro torneado segmentado.
Encarei-a desde o começo com muita vontade e entusiasmo, e gostei do resultado.
Dedicado aos amigos que seguiram os passos deste post, e ao Prof. Horamollo, que foi meu mentos desde o principio até o final com suas indicações, as quais tratei de transmitir-lhes com minhas palavras da melhor forma possível.
Um abraço a todos.
Viver! E não ter a vergonha De ser feliz
Cantar e cantar e cantar A beleza de ser Um eterno aprendiz...
---------------------------------------------------

http://www.discipulodocarpinteiro.blogspot.com.br
Avatar do usuário
Lauro
Mensagens: 3410
Registrado em: 22 Jun 2011 19:19
Localização: São Paulo-SP

Re: Curso de Tornearia - Gratuito - Cap. 2 aula 2

Mensagempor Lauro » 11 Ago 2012 00:20

Espetacular o resultado. Uma peça belíssima e muito harmoniosa. Parabéns e abraços!
Lauro.

Voltar para “Curso de Tornearia Gratuito - Segmentados”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante