Carrapeta ? Não obrigado

Pergunte o que gostaria de saber, ensine os truques e manhas que você sabe
Avatar do usuário
jedi.wood
Mensagens: 1092
Registrado em: 25 Jul 2014 13:27
Localização: Canoas City - RS

Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor jedi.wood » 22 Abr 2015 09:01

Muito bem amigos da Rede Madeira!, depois de cavilhar utilizando reparo para torneira, tomei juízo, uni o útil ao agradável e acabei criando uma oportunidade para testar aquele gabarito da Wolfcraft (Dowelmaster).

A hestória é a seguinte: cada vez que vou trocar os botijões de gás acabo brigando com os suportes metálicos de péssima qualidade que comprei no supermercado. Quando não perco as "rodas", alguma sol(d)a sol(t)a. :angry-tappingfoot:

Como toco de madeira, rodízios, cola e ferramentas estão sempre à disposição, parti pro ataque; na nova operação de busca por restos de madeira acabei por encontrar algumas peças de Cedrinho. Como de costume, o que foi refugado em um projeto torna-se matéria prima em outro. No caso escolhi alguns dos melhores representantes do Brancal Brasileiro. :lol:

Abaixo, o que sobrou do suporte (?) e os tocos com as "frechas" prá passar na desempenadeira:

Imagem

Aproveitei a oportunidade para marcá-las como A, B, C, assim como traçar 1 linha na parte inferior e duas linhas na parte superior das peças. Como sabemos, tascar cavilhas é uma atividade que requer atenção, muita atenção ... :think:
A foto também apresenta o setup de uma broca 8mm no gabarito; configurei o stop para deixar 1mm de sobra em relação à metade do comprimento das cavilhas.

Imagem


Transferindo as linhas para as laterais com o objetivo de alinhar as peças:


Imagem


Hora da alegria:


Imagem


Depois de efetuado o furo é muito importante que disponha-se as tábuas cara a cara (ou bunda a bunda :oops: :lol: ) sem esquecer de deixá-las alinhadas - aí o motivo das linhas da foto na qual aparece o esquadro.

Agora coloca-se um pedaço de cavilha no furo guia e regula-se o batente do gabarito (a peça verde). A foto abaixo é apenas didática, notem que o furo no gabarito está alinhado à cavilha:


Imagem


Agora sim, posiciona-se o gabarito utilizando a cavilha como alinhador e o batente verde como ... batente. :lol:

Alinhando:


Imagem


Gabarito já posicionado, pronto para o furo:


Imagem


Pau na serra, ou melhor, broca na madeira:


Imagem


Furos prontos, agora é repetir o processo para efetuar as junções do outro lado:


Imagem


Verificando a qualidade do serviço: surpreendentemente as "placas" ficaram alinhadas. :o


Imagem


Abaixo as três peças já unidas pelas cavilhas devidamente coladas:


Imagem


Tendo em vista o desejo de construir um suporte em formato circular, surgiu a ocasião de empregar duas técnicas ainda inéditas para mim: ou montar um jig para a serra-fita ou utilizar a guia reta da tupia.

Pela primeira e (acho) última vez, fui de tupia. A impressão que tinha foi TOTALMENTE CONFIRMADA, o vivente tem que abrir o olho com o cabo elétrico, com o sentido de rotação, com o cabo elétrico, com a enorme perda de madeira, com o cabo e mais uma quantidade de pó adoidada. Mesmo com uma fresa paralela de pequenas dimensões, o kerf (???) é ridículo. Certamente na próxima vez vou de serra fita ...

Não fui maluco o suficiente para conectar a aspiração e ficar dando 360 enquanto gerenciava a mangueira do aspirador, o cabo elétrico da tupia, a máquina fotográfica e a própria tupia. Melhor não.

Imagem


Círculo "abduzido" da peça colada:


Imagem


Conforme previsto, o parafuso utilizado era fino demais. O pouca prática pensou que iria utilizar a aceleração centrípeta de tal forma que teria que tomar cuidado para não jogar a tupia na tangente da curva, mas não. A velocidade não foi lá essas coisas. Imagem O fato é que na hora do gira-gira, por um ou outro motivo acabei aliviando a pressão e criei um detalhe único, na verdade indesejado:


Imagem


Certa feita, o Paulo disse-me que tapear faz parte do arsenal de um marceneiro, ou aspirante a. Concordando integralmente, lancei mão de uma fresa para chanfrar:


Imagem


Como um lado foi chanfrado e o outro boleado, uma lixadinha prá amenizar o efeito pororoca hehe


Imagem


No intuito de facilitar o deslocamento defini que o suporte teria 5 rodízios. Daí surgiu o dilema: dividir 360º por 5 e marcar os pontos a 72º a partir do centro ?

Não ! Aquela tarde preguiçosa de domingo pedia emoções ... Geometria, alguém lembra ?

Traçando dois eixos perpendiculares entre si, lá em cima já temos a vaga garantida para o primeiro rodízio.

Agora faltam apenas quatro:


Imagem


Aí o vivente entediado, marca o ponto médio do raio direito do eixo horizontal.

Taí na frecha abaixo.

Mas eu estava com o motor frio, mais fácil ainda é posicionar a agulha do compasso na posição mais à direita do eixo horizontal, levando a outra extremidade ao centro. Daí é só desenhar o arco.
O mesmo resultado com maior precisão.


Imagem


Com um compasso de boa qualidade - não o compasso vagabundo que achei na oficina - crava-se a agulha no centro em PM1. A partir daí, basta mover o compasso em sentido anti-horário até ele cair pela borda do "prato" - lá na parte de baixo.
Fiz essa bagunça em vermelho porque o traçado do lápis estava ruim para visualizar.

Pronto, temos a vaga para o 3º rodízio:


Imagem


Agora com a agulha (centro) posicionado em PM1, abrimos o compasso (aula de dança ?) até a vaga do rodízio 1, desenhando um arco até o ponto "bolinha 1", conforme foto abaixo:


Imagem


Muita calma nessa hora porque falta pouco. Imagem

Nesta etapa, o Índio Véio (que já tá arrependido de querer fazer diferente) posiciona a agulha lá na vaga do rodízio 1, abrindo - com todo respeito - a perna da ferramenta até encostar o lápis no ponto "bolinha 1". Aí vem a parte fácil: mover o compasso no sentido horário para traçar o pequeno arco visto abaixo. Pronto, onde a "ponta escrevente" cair temos a vaga para o rodízio 5. A vaga do 4 pode ser obtida descendo uma reta perpendicular ao eixo horizontal a partir do ponto "bolinha 1".

Além do meu telefone aparentemente refratar as imagens, ficou um efeito meio estranho porque obtive a imagem em perspectiva:


Imagem


Rodízios aparafusados, as distâncias não parecem equivalentes na imagem porém in loco está tudo certo.

A lição mais importante ao utilizar o método apresentado para delimitar os pontos é a seguinte:

"Algumas coisas podem ser ainda mais trabalhosas do que usar o gabarito da Wolfcraft." Imagem

DowelMax ou biscoiteira aí vou eu !

Imagem


Produto já instalado no local definitivo. Como dei um banho de cupinicida, vou aguardar uma semana antes de aplicar Osmocolor Canela - padrão do local.

Na foto abaixo, destaco a importância da busca pelo bom acabamento; imaginem se alguém pede prá retirar a capa e remover o botijão do suporte durante algum evento gastronômico. Eu hein ? Imagem


Imagem


Um forte abraço. Se espirrar amanhã, Saúde ! Imagem



TAGS: suporte, rodízios, pentágono circunscrito na circunferência, gabarito, cavilha
Editado pela última vez por jedi.wood em 02 Mai 2015 15:03, em um total de 1 vez.
Existem dois tipos de pessoas, as que reclamam e as que buscam soluções. As que reclamam choram, as que buscam soluções vendem lenços. :chores-chopwood:
Avatar do usuário
fguido
Mensagens: 3850
Registrado em: 12 Jun 2011 19:56
Localização: Rio das Ostras - Rio de Janeiro
Contato:

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor fguido » 22 Abr 2015 12:24

Um trabalhão danado pra fazer (além do prazer é lógico) e aí quando vc se dispoem a cobrar algo muitos clientes falam "..... mas é só uma talbinha com rodinhas....", manda ele fazer então.

Parabéns amigão, obrigado por compartilhar, e gostei da idéia, acho que vou copiar
Olho por olho e o mundo acabará cego - Mahatma Gandhi
Paulo S
Mensagens: 92
Registrado em: 01 Mar 2013 22:34
Localização: Paranaguá/PR

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor Paulo S » 22 Abr 2015 20:58

Como aqui em casa os botijões ficam para fora fiz uns suportes mais simples, com restos de pinus de pallets.
Anexos
Suporte gas 03 600_600x360.jpg
Suporte gas 03 600_600x360.jpg (30.47 KiB) Exibido 2234 vezes
Suporte gas 02 600_600x360.jpg
Suporte gas 02 600_600x360.jpg (27.71 KiB) Exibido 2234 vezes
Suporte gas 01 600_600x360.jpg
Suporte gas 01 600_600x360.jpg (28.23 KiB) Exibido 2234 vezes
Paulo S
Paranaguá/PR
Avatar do usuário
jedi.wood
Mensagens: 1092
Registrado em: 25 Jul 2014 13:27
Localização: Canoas City - RS

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor jedi.wood » 23 Abr 2015 07:27

fguido escreveu:Um trabalhão danado pra fazer (além do prazer é lógico) e aí quando vc se dispoem a cobrar algo muitos clientes falam "..... mas é só uma talbinha com rodinhas....", manda ele fazer então.


Guido, brincar com esse cavilhador é bem divertido, no entanto faturar algum din-din deve ser um desafio ingrato. O bagual tem que ter mão firme e bastante atenção prá não fazer cacacá, imagino trabalhar com chapas com mais de 2m de comprimento. Um errinho pequeno na parte de baixo deve dar uns 5cm lá em cima hehe :think:

Aliás, só sobrou o brancal porque durante as tentativas acabei com o estoque regular de cedrinho. :liar: :lol:

Falando sério, a tendência das pessoas é não dar o devido valor ao trabalho de terceiros; seja intelectual, seja manual ou mesmo a fusão de ambos. Pura ignorância e preguiça de pensar um pouquinho, afinal só entende, quem entende. :|
Obrigado por entender meu "skate". Imagem

Nosso "alento" é que os desvalorizadores pertencem à turma dos que não sabem trocar um chuveiro ou instalar um varal. :laughing-rolling:


Paulo S escreveu:Como aqui em casa os botijões ficam para fora fiz uns suportes mais simples, com restos de pinus de pallets.


Paulo, pra que mais do que isso né ? Ficaram bonitos, práticos, robustos e o principal ... quase de graça ! :obscene-drinkingcheers:

Os meus (por enquanto só fiz um hehe) também ficam em uma área externa. Só compliquei um pouquinho prá poder dar uma voltinha de tupia e testar o gabarito. :grin:

[]
Existem dois tipos de pessoas, as que reclamam e as que buscam soluções. As que reclamam choram, as que buscam soluções vendem lenços. :chores-chopwood:
Avatar do usuário
Lauro
Mensagens: 3410
Registrado em: 22 Jun 2011 19:19
Localização: São Paulo-SP

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor Lauro » 26 Abr 2015 20:03

Rapaz, madeira também é geometria :lol: :lol: . Ficou ótima a base Jedi. E a aula foi muito didática. Nem lembrava mais que isso existia :lol: . Parabéns e abraços!
Lauro.
Avatar do usuário
jedi.wood
Mensagens: 1092
Registrado em: 25 Jul 2014 13:27
Localização: Canoas City - RS

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor jedi.wood » 27 Abr 2015 08:02

Lauro escreveu:Rapaz, madeira também é geometria :lol: :lol: . Ficou ótima a base Jedi. E a aula foi muito didática. Nem lembrava mais que isso existia :lol: . Parabéns e abraços!


hehe, não por coincidência meu primeiro contato prático com serra de fita objetivou cortar algumas figuras geométricas para um trabalho em matemática, ainda na 5ª série do Ensino Fundamental.

A "sôra" pediu prá fazer em cartolina, no entanto, como à época eu era "vice-diretor-mirim-adjunto" do setor de lixamento em uma oficina... por vice-diretor-mirim entenda-se que passava as tardes aprontando, digo, lixando pá de hélice na oficina aeronáutica do pai de um colega de aula. :lol:

Oxalá algum estudante - encaminhado para este tópico ao pesquisar por geometria - também seja contaminado por nosso "bicho carpinteiro". Aliás, este tipo de atividade sadia faz falta prá gurizada. :think:

Abraço
Existem dois tipos de pessoas, as que reclamam e as que buscam soluções. As que reclamam choram, as que buscam soluções vendem lenços. :chores-chopwood:
Avatar do usuário
Dartadf
Mensagens: 491
Registrado em: 09 Out 2012 10:26
Localização: Valparaiso de Goiás ao lado de Brasília
Contato:

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor Dartadf » 27 Abr 2015 08:29

Jedi, só vi este método na escola (e não me lembrava mais) porque minha escola de primeiro grau foi o SENAI e no que seria aula de arte na escola normal no SENAI era desenho mecânico, tenho certeza que na escola normal niguem via isto.
Agora se meter com hélice ainda moleque, que grande oportunidade vc teve, com certeza isto contamina o guri para o resto da vida.hehehe
Abraços Darta.

É fazendo Mer... Que se aduba a vida!
http://dartadf.blogspot.com.br/
Avatar do usuário
jedi.wood
Mensagens: 1092
Registrado em: 25 Jul 2014 13:27
Localização: Canoas City - RS

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor jedi.wood » 27 Abr 2015 10:12

Dartadf escreveu:Jedi, só vi este método na escola (e não me lembrava mais) porque minha escola de primeiro grau foi o SENAI e no que seria aula de arte na escola normal no SENAI era desenho mecânico, tenho certeza que na escola normal niguem via isto.


Notamos que um professor é diferenciado quando consegue ensinar mostrando alguma implementação prática do conteúdo; certamente tivemos sorte ao conhecer alguns deste tipo. Hoje estão cada vez mais raros, aliás professores de qualquer tipo estão cada vez mais raros, talvez até em extinção. :? :cry:


Dartadf escreveu:Agora se meter com hélice ainda moleque, que grande oportunidade vc teve, com certeza isto contamina o guri para o resto da vida.hehehe


Quando sobrava um adesivo de Sensenich ou Hartzell, tava feita a festa e ia direto prá bicicleta. :lol:
Existem dois tipos de pessoas, as que reclamam e as que buscam soluções. As que reclamam choram, as que buscam soluções vendem lenços. :chores-chopwood:
Avatar do usuário
Dartadf
Mensagens: 491
Registrado em: 09 Out 2012 10:26
Localização: Valparaiso de Goiás ao lado de Brasília
Contato:

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor Dartadf » 27 Abr 2015 12:29

Jedi, não bastasse a curiosidade congênita, ainda parece que o diabo vem atentar botando a gente perto de coisas que assanham mais ainda o juízo de muleque nerd.
Na minha infância havia o pessoal de uma fabrica de rotor para auto giro que ficava em Diadema SP, que ocasionalmente ia para um bairro pouco povoado na época, vizinho ao meu bairro em São Bernado, como neste local tinha uma boa visada de vento e ladeiras bem íngremes, eles levavam uma estrutura de Auto Giro sem motor e varias Hélices (Rotor) para balancear.
Eles posicionavam o auto giro no alto de uma ladeira onde havia bastante vento e amarravam o aparelho com uma corda bem longa em um poste mais abaixo (os postes ainda não tinham fios na época), o piloto inclinava o aparelho para trás e com o vento incidindo por baixo da hélice, esta rodava ao ponto de levantar o autogiro com o piloto como uma pipa, eles sentiam a vibração e desciam para um novo ajuste.
Isto era repetido, varias vezes ate chegar ao ponto satisfatório, ai substituíam por outro rotor e balanceavam outro novo par.
No final de cada ajuste o piloto chamava dois garotos, (eu e meus amigos sempre íamos assistir o serviço dos caras.) o autogiro tinha um banco largo, sentávamos um de cada lado do piloto, com isto eles testavam com mais peso e nós curtíamos um voo amarrado grátis.
Não preciso nem dizer o quanto estas aventuras me influenciaram, aeromodelismo, planador, ultraleve e até aprender a pilotar avião apesar de nunca ter chegado nem perto de Brevetar.
Abraços Darta.

É fazendo Mer... Que se aduba a vida!
http://dartadf.blogspot.com.br/
Avatar do usuário
Rmon
Mensagens: 1182
Registrado em: 21 Jun 2011 09:13
Localização: Valinhos-SP
Contato:

Re: Carrapeta ? Não obrigado

Mensagempor Rmon » 27 Abr 2015 14:13

Belo trabalho Jedi...Ficou excelente!!

Abraço
Rmon.

Voltar para “Dúvidas e Dicas”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes