Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Divulgação de ferramentas, primeiras impressões, testes, ferramentas novas, curiosidades sobre ferramentas
Luzio
Mensagens: 77
Registrado em: 23 Set 2015 11:43

Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Luzio » 03 Set 2018 11:04

Hoje não consigo imaginar marcenaria como hobby sem estar casada com serralheria / ferro/solda. Muitas das ideias q tenho envolvem estas duas áreas conjugadas. Por conta disso comprei faz algum tempo uma boa MIG (coisa maravilhosa esta tal de MIG, diga-se) e uma boa inversora. Uso basicamente a MIG (q apesar de não parecer, tem custo de solda menor. Embora o investimento inicial seja bem maior) e a inversora de eletrodo para situações pontuais. Acoselho aos amigos ao menos uma boa inversora de eletrodos. Mas se puderem entrem de cabeça numa MIG. O q acham?
Formaggio
Mensagens: 224
Registrado em: 21 Jun 2013 15:04
Localização: Piracicaba - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Formaggio » 03 Set 2018 13:32

Luzio, posta fotos da sua MIG estou pesquisando máquinas de solda e pensando em comprar uma.

abraços
“Construímos mais muros do que pontes” Issac Newton
ESSANCHES
Mensagens: 554
Registrado em: 02 Abr 2015 11:45
Localização: São Paulo - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor ESSANCHES » 03 Set 2018 16:52

O assunto muito me interessa tb Luzio. É muito mais facil soldar com a MIG do que com a inversora? Conta sua experiência nessa área pra gente.

[]s
Emerson

"Enquanto for feio ser brasileiro (ou mais bonito ser descendente do chamado "primeiro mundo"), este país não tem remédio." BL
Formaggio
Mensagens: 224
Registrado em: 21 Jun 2013 15:04
Localização: Piracicaba - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Formaggio » 03 Set 2018 20:37

Pessoal, achei que só tinha maquinas da china com preços bons, mas olhem esta é nacional
http://boxersoldas.com.br/maquinas-de-solda/
“Construímos mais muros do que pontes” Issac Newton
Luzio
Mensagens: 77
Registrado em: 23 Set 2015 11:43

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Luzio » 03 Set 2018 21:02

Inversora : barata, pequenininha, levinha. Qualquer uma 160 amperes derrete até o eletrodo 7018. O 6013, o mais usado para serralheria e soldas normais derrete rindo. Vc liga em qualquer tomada residencial e consome muito pouca energia. O eletrodo agarra muito menos q numa máquina antiga e gera menos escória. Um detalhe q descobri na prática: Eletrodo da ESAB. Para mim o melhor q tem. Solda limpa, quase sem escória, queima bonito e fácil. Mas eletrodo é aquilo: Agarra, exige boa prática, gasta muito eletrodo para pouca coisa e é, digamos, mais grosseiro e para chapa fina ou detalhes e acabamento é mais complicado. E ainda tem a fumaceira q ele faz q é bem ruim para respirar... A MIG é cara e vc ainda tem q comprar um cilindro de gás (argônio misturado com CO2), manômetro, tocha... O Cilindro quando esvazia vc troca por outro cheio, tal qual botijão de gás residêncial. Máquina muito pesada, as tradicionais e ainda tem o trambolho do cilindro. A minha fica num canto , numa área q separei para soldar. Mas soldar com uma MIG é muito mais fácil e prazeroso. Fácil de fazer as coisas pois não tem essa de agarra ou falhar o contato (tal qual o eletrodo q vc tem q ficar ciscando), apertou o gatilho e pronto. Vc pode segurar com facilidade uma peça e fazer a solda inicial sem problema. No eletrodo, agarra e ai começa a dar zica: A peça sai da posição, a solda começa a ficar ruim...Para metalon não tem igual uma MIG. Soldar de baixo pra cima, de lado em canto... Solda limpa, bonita, sem escória nenhuma, quase sem respingo. Não tem essa de eletrodo velho ou úmido. O Custo de uso é mais baixo q eletrodo. O Investimento inicial é q é pesado. Tenho uma tocha grande, mas descobri q uma menor é muito melhor para soldar coisas pequenas ou detalhes e cantinhos. Uso quase q sempre 150 amperes pra menos. Acabei comprando uma tocha menor q aguenta menos amperagem mas facilita muito a soldagem do q falei. Se precisar usar amperagem bem maior e por mais tempo, tipo uma chapa de meia polegada, coisa bruta, eu uso a outra tocha q aguenta com tranquilidade altas amperagens. Estou com uma Bambozzi 250 amperes monofásica. Hoje eu compraria uma Balmer 280 trifásica q oferece mais recursos e mais regulagem fina de amperagem e velocidade de arame e outros recursos como BurnBack. Tem uma pequena da Vonder q para coisas leves como metalons dá e sobra. Detalhe: Essas máquinas da Vonder são realmente muito boas e robustas. Sabe aqueles Jigs legais q vc só consegue fazer com solda e ferro ou um qualquer q vc inventar, pois é...Tem q ter uma solda...
Editado pela última vez por Luzio em 03 Set 2018 21:08, em um total de 1 vez.
Luzio
Mensagens: 77
Registrado em: 23 Set 2015 11:43

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Luzio » 03 Set 2018 21:06

Em tempo: ESQUEÇAM essas tais "MIGs" sem gás, pura enganação e arrependimento certo e dinheiro jogado fora. custo elevado de operação, fumaça igual eletrodo, escória, respingo...ESQUEÇAM.
ESSANCHES
Mensagens: 554
Registrado em: 02 Abr 2015 11:45
Localização: São Paulo - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor ESSANCHES » 04 Set 2018 07:33

Muito bacana seu depoimento Luzio. Agora o melhor mesmo foi o comentário sobre as MIG sem gás............elas são uma tentação. Existe desses cilindros de gás menor? O gás tem prazo de validade?
Emerson

"Enquanto for feio ser brasileiro (ou mais bonito ser descendente do chamado "primeiro mundo"), este país não tem remédio." BL
Formaggio
Mensagens: 224
Registrado em: 21 Jun 2013 15:04
Localização: Piracicaba - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Formaggio » 04 Set 2018 13:50

Pessoal, as maquinas inversoras aceitam a solda TIG ( Tungsten Inert Gas) é uma opção e esta da Boxer já vi soldando, no meu caso claro que eu queria uma MIG, mas se eu chegar em casa com uma destas a mulher me bota pra fora, kkkkkk e pelas vezes que eu vou usar será um desperdício.
Na verdade as "MIG sem gás" são uma técnica de solda desenvolvida a muito tempo se não me engano desde a década de 50, utiliza o arame tubular recheado com um enchimento que na hora da centelha libera o gás de proteção e devido a isso tem a borra, é utilizada na industria automobilística, aeronáutica, nuclear etc. ela proporciona maior rendimento, pode ser automatizada e outras vantagens economicas.
O ruim é que não falam que existem tipos de enchimentos diferentes para cada tipo de solda e ainda por cima usam este apelido de mig sem gás o que causa confusão.

Para quem quiser saber mais : https://gelsonluz.com/o-que-e-soldagem- ... tubular/2/

O processo de soldagem com arame tubular, também conhecido por FCAW (Flux-Cored Are Welding) é um tipo de soldagem semelhante aos processos MIG/MAG e arco submerso. Ele utiliza um eletrodo metálico tubular oco que contém fluxos em pó em seu interior apropriados para proteção do arco e do cordão. Esses fluxos internos podem conter diversos ingredientes como minerais, ferros-liga, desoxidantes e materiais que forneçam escória ou gases de proteção (arames autoprotegidos). Com exceção dos arames autoprotegidos, todos os demais necessitam de gás de proteção externa.
“Construímos mais muros do que pontes” Issac Newton
ESSANCHES
Mensagens: 554
Registrado em: 02 Abr 2015 11:45
Localização: São Paulo - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor ESSANCHES » 04 Set 2018 14:06

Formaggio escreveu:Pessoal, as maquinas inversoras aceitam a solda TIG ( Tungsten Inert Gas) é uma opção e esta da Boxer já vi soldando.......

Formaggio, pelo pouco (muito pouco) que conheço, as soldas TIG necessitam de gás tb. Seria possível acoplar o cilindro de gás nessas maquinas inversoras? Ou teria de usar um arame especial tb?

Outra coisa, vi (não sei onde, mas vi 8-) 8-) ) um camarada dizendo que para as necessidades de um serralheiro (onde as espessuras de material e o próprio material variam muito e, por consequência, há muito setup da maquina) a solda TIG seria até mais indicada que a solda MIG (mais aconselhada para produção seriada). Será que isso é a realidade?
Emerson

"Enquanto for feio ser brasileiro (ou mais bonito ser descendente do chamado "primeiro mundo"), este país não tem remédio." BL
Formaggio
Mensagens: 224
Registrado em: 21 Jun 2013 15:04
Localização: Piracicaba - SP

Re: Marcenaria e trabalho com ferro/solda juntos.

Mensagempor Formaggio » 04 Set 2018 14:22

infelizmente tem que colocar um cilindro de gás argônio, mas pode ser do pequeno. Cada tipo de solda tem seus prós e contras vai depender do seu uso.
No meu caso creio que com a inversora da boxer e alguns eletrodos bons ESAB já estou bem servido.
Armazenar os eletrodos em sacos a vácuo para não pegar umidade para durar mais é uma opção.
Mas como diz o Luzio a Mig é a Ferrari da solda.
https://www.youtube.com/watch?v=F9TCJDPpde4
“Construímos mais muros do que pontes” Issac Newton

Voltar para “Máquinas, Ferramentas e Acessórios”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 5 visitantes